Resenha - Nove regras a ignorar antes de se apaixonar

Olá pessoas, como estão?
Os Números do Amor é uma trilogia, já os li em inglês em 2012 e cerca de duas vezes os livros de Portugal, resumindo: tenho um caso muito sério com eles.

Este em questão, é o meu amorzinho e quando vi que a Arqueiro iria lançar ( e vi essa capa lindaaaaa) eu simplesmente surtei e, claro, comprei na primeira oportunidade que tive para (re)ler #soudessas

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar  traz a história de Lady Calpúrnia Hartwell, Callie para os íntimos, ela é uma dama nata. Mas, dez anos depois de ter sido apresentada á sociedade, ela continua solteira. No jantar de noivado de sua irmã mais nova, Callie é recebida com duras palavras por seus familiares, fugindo para o escritório de seu irmão Benedick, onde é pega no flagra pelo próprio.
Lá eles conversam e Callie, movida por muito xerez, acaba desabafando o quão injusto é a sociedade, o quanto os homens podem fazer o que bem entendem e as mulheres não, sim caros, temos uma feminista aqui.
Querendo melhorar o estado de espírito de sua irmã, Benedick (que é um irmão muito fofo) a induz a escrever uma lista sobre as coisas que ela gostaria de experimentar, tais coisas que só homens fazem. E ela faz.
  1. Beijar alguém... apaixonadamente
  2. Fumar charuto e beber uísque
  3. Montar com as pernas abertas
  4. Esgrimir
  5. Assistir a um duelo
  6. Disparar uma pistola
  7. Jogar ( em um clube de cavalheiros)
  8. Dançar todas as danças de um baile
  9. Ser considerada linda. Pelo menos uma vez.
Callie fica muito animada e acaba indo atrás do primeiro item da lista - e já tem um homem em mente -  Gabriel St. Jhon, o marquês de Ralston.

Paralelo a isso, o marquês e seu irmão gêmeo Nick, descobrem que eles tem uma irmã italiana, como é dever de Gabriel cuidar da mais nova membra da família, ele e Nick devem se comportar melhor e arranjar alguém que possa ajudá-la a se preparar para a sua "entrada" na sociedade londrina.
Já em seu quarto, Gabriel pensa em quem poderia ajudar a sua irmã, quando alguém entra em seu quarto... Lady Calpúrnia Hartwel, porém as surpresas não param por aí, ela tem um pedido que o surpreende ainda mais.

- Por que está aqui?
E então, fosse por coragem, covardia ou xerez de mais - jamais saberia -, decidiu responder. Afinal de contas, a noite não podia piorar.
Em um sussurro, anunciou:
- Vim pedir que me beijasse.

É claro que o libertino vê a oportunidade perfeita: seu beijo em troca da dama ajudar sua irmã.
Sim, leitores, ele se acha mesmo kkk

- Beijos não devem deixá-la satisfeita. Eles devem deixá-la querendo mais.

Porém, com o primeiro item da lista riscado, Callie reconhece que ela conseguirá riscar os outros também e embarca nessas aventuras, porém sempre se depara com o marquês.
Como sonha com ele há muito tempo, Callie acaba descobrindo que pode acabar quebrando a regra mais importante - a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Será que Callie conseguirá riscar todos os itens da lista?
Será que Gabriel enxergará que o amor está mais próximo do que imagina?
Hoje, no Globo Repórter kkkk

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar  fez-me apaixonar novamente por esse livro.
Retratando os questionamentos e injustiças da época, onde a mulher tinha que ser bela, recatada e do lar rs
Callie é uma personagem tão forte, ousada e, ao mesmo tempo, tão frágil. Ela tem complexo de inferioridade, mas não é por drama não, todos da sociedade e sua própria família a fazem acreditar que realmente ela não é linda e que não tem nada a acrescentar á ninguém. Algo que é uma triste realidade nos dias de hoje, com a sociedade mostrando o que devemos vestir, comer, etc. E este livro retrata o quanto isso mexe com nós mulheres.
Gabriel é um cafajeste, porém começa a quebrar a cara, pois Callie está longe de ser quem pensava, desafiando-o e levando-o a loucura. Ele tem os seus traumas também, por isso é difícil de lidar com ele. Além disso, os personagens que a trama traz não são perfeitos, mas sim de carne e osso, como qualquer ser humano.
Sarah MacLean traz uma narrativa fascinante, divertida e sensual; dividindo os capítulos nos pontos de vista de Callie e Gabriel, o que adoro
A única coisa de que não gostei foi de mudarem o título  =/ Mas, em compensação, tivemos uma capa muito mais diva né?
Nove regras que romper para conquistar  um libertino, em tradução livre.


Beijos da Bruh





Resenha - A Dama da Meia-Noite

Olá pessoal, como estão?
Eu sumi semana passada, sorry, mas a culpa foi totalmente deste livro que será resenhado kkkk
A série Spindle Cove está se mostrando surpreendente, admito que o primeiro livro não me cativou muito, entretanto, do segundo em diante estou bem animada \o/

A dama da meia-noite é o terceiro livro da série e traz como protagonista a Srta. Kate Taylor, ela encontrou em Spindle Cove um lugar acolhedor, porém sempre quis saber sobre seu passado. Criada na Escola Margate para Jovens, ela não sabe nem o dia em que nasceu, muito menos quem foram seus pais, não possuí nenhuma pista além de uma mancha em forma de coração no rosto.
Desse modo, ela viaja para a casa de uma ex-professora em busca de respostas, mas o que era uma chama de esperança, mostrou-se ser algo decepcionante.
Humilhada e desnorteada, Kate acaba perdendo a carruagem que a levaria de volta para Spindle Cove e sua próxima carona só sairia na manhã seguinte. Depois de quase ser atropelada e ter sua única possível fonte de dinheiro arruinada, ela acaba sendo reconhecida por Thorne.
O misterioso, frio e brutalmente lindo Cabo Thorne, que foge dela a todo custo, acaba sendo seu único meio de voltar para casa em segurança.

" O que você estava pensando ao viajar sozinha para tão longe?"
"Eu não tinha escolha." A voz dela falhou. "Eu sou completamente só."
As mãos dele apertaram os braços dela.
"Eu estou aqui. Você não está sozinha agora."

Thorne não vê outro jeito a não ser colocá-la em seu cavalo e fazer a longa viagem até Spindle Cove. Obviamente que o caminho se mostra cercado de distrações e seduções de ambas as partes. Quando chegam a vila, eis que Kate se depara com um marquês, duas moças e uma senhora dizendo que são sua família. Ela não sabe se fica deslumbrada ou aterrorizada e Thorne, desconfiado do grupo, mente dizendo que é noivo dela com o intuito de protegê-la.
Enquanto os aristocratas vão atrás de provas sobre a possibilidade de Kate ser da família, ela e Thorne vão se conhecendo cada vez mais, porém ele guarda um grande segredo sobre Kate.

Será que Kate encontrou a sua tão sonhada família?
Quais os segredos que Thorne carrega?

Enquanto o ajudava a ficar de pé, ela sentiu os olhos de Thorne nela. Seu olhar era pesado e intenso.
"Estou lhe causando dor?", perguntou ela.
"Sempre. Toda vez que se aproxima."
Ela virou o rosto para o lado para esconder a mágoa.
"Desculpe-me."
"Não quis dizer isso." Ele parecia bêbado. Com a mão sadia, ele empurrou o rosto dela até Kate olhar para ele. "Você é linda demais. Isso dói."


A dama da meia-noite traz uma leitura fluida e uma narrativa leve, onde o leitor não consegue parar de ler. Kate é uma personagem doce, com complexo de inferioridade e que só deseja ser amada. Thorne é um personagem frio, mas quando o leitor passa a conhecê-lo, enxerga todas as suas feridas e entende sobre as atitudes que ele toma. Mas o mais irônico disso tudo, é que ele é um personagem exatamente igual a Kate. O terceiro livro da série também traz os personagens dos livros anteriores, e não pude deixar de amar rever Colin e Minerva  
Estou amando essa série e louca pelo próximo livro (que aliás a capa está muuiiitooo linda )
Se quiserem optar por ler fora de ordem tudo bem, pois cada livro trata de um personagem diferente ok?
Nem preciso dizer mil vezes que recomendo né?

Próximo livro da série (que estou surtando para ter em minhas mãos)



Beijos da Bruh




Resenha - O Andarilho das Sombras


O livro foi cedido pela nossa parceira, a editora Draco. Quando escolhi esse livro, não sabia ao certo o que esperar, e confesso que acabei me surpreendendo.

"E novamente eu ganhava o mundo, rumo ao desconhecido, cavalgando por caminhos solitários e indefinidos. Era guiado pelo instinto.
Eu era um nômade das sombras"

"Andarilho das Sombras" é o primeiro volume da saga "Tempos de Sangue". O livro se passa na Inglaterra da idade média e conta a história de Harold Stonecross e suas andanças.  Ele teve uma vida sofrida desde sua infância. Ainda criança fugiu de casa, e depois de viver nas ruas como um cachorro, foi adotado por um simpático pescador. Mas sua jornada começa realmente quando ele se transforma em um demônio imortal faminto por sangue, e não é dos bonzinhos, adora brincar com suas "caças" e por muitas vezes seduzi-la até finalmente beber seu sangue enquanto acaba com a vida de suas vitimas. E assim segue Harold, deixando um rastro interminável de morte por onde passa.

"E daquele dia em diante o Sol, outrora tão amado, passou a ser a minha maldição, a minha perdição."

Em uma de suas caçadas, Harold cruza com uma bela jovem, Liádan. Ele se encanta por sua beleza e por seu espírito livre, e esse amor acaba mudando algo dentro dele, talvez não para melhor, mas isso vocês terão que descobrir durante a leitura. Liádan é, na minha opinião, a personagem mais surpreendente da trama.

"Ainda podia amar? Essa esperança reacendeu um fogo há muito extinto dentro do meu peito."

Apesar de ter esse romance como fundo, não espere nada de doçura ou amor do personagem, Harold é cruel e sua maior paixão é o sangue. O livro é narrado em primeira pessoa, o enredo é bem estruturado e interessante, mas achei o desenrolar da trama um pouco confuso e lento, a leitura se alterna entre o presente do personagem e seus pensamentos sobre acontecimentos passados, isso me deixou perdida em alguns momentos. Apesar disso, gostei muito de narrativa do personagem, achei Harold um personagem muito bem construido e me simpatizei muito com ele e em alguns momentos até o odiei. Uma coisa que senti falta foi do conflito indicado na sinopse, acho que essa parte poderia ser mais bem trabalhada.

"Fui dominado pela arrogância e deixei-a sobrepujar qualquer resquício de virtude."

O que me impressionou foi o cruzamento da ficção com a realidade, fatos históricos são confundidos com fictícios e vice e versa. A introdução desses fatos foi muito bem feita, eles entram facilmente e se misturam com a ficção, tenho que ressaltar o trabalho minucioso que o autor fez ao descrever esse fatos que são ricos em informações e detalhes.

Não vou recomendar o livro a um publico alvo em especifico, mas vou recomendá-lo a qualquer um que queria um bom livro sobre vampiros (um livro sem "fru-frus", flores e coraçõezinhos).


Sinopse: "O Andarilho das Sombras, primeiro livro da Série Tempos de Sangue de Eduardo Kasse, conta uma história instigante de como as escolhas, os caminhos tortuosos e uma maliciosa promessa criaram um grande mal.
Harold Stonecross, protagonista do livro, é carismático, sedutor e fatal. Sempre envolto em mistérios enquanto caminha pelas ruelas escuras e imundas das cidades e vilas medievais da Inglaterra, Irlanda e França dos séculos XI e XII.
Toda a narrativa é permeada e entrelaçada com fatos históricos e pessoas reais, com uma visão ficcional sobre o que poderia ter acontecido – ou aconteceu…
Uma saga de deuses esquecidos, dogmas e mitos em que Harold narra as passagens da sua longa existência, repletas de conexões com tempos passados, presentes, imemoriais, vida humana e renascimento.
O mundo se tornou o seu palco. Homens, mulheres, nobres ou religiosos, não importa: sempre haverá um rastro de sangue após as cortinas baixarem.
Porque as teias do destino há muito tempo foram trançadas…
Essa é a vida do homem que, por desespero e na iminência da morte, recebeu um dom e ao mesmo tempo uma maldição…
Para ele e para a humanidade."

Beijos,
Juh Bernardo

Resenha - Orgulho & Preconceito *graphic novel

Oi gente!
Orgulho & Preconceito, um livro inspirado no cotidiano da Inglaterra do século XIX, o romance da escritora que é considerada um dos grandes nomes da literatura inglesa, foi lançado pela primeira vez em graphic novel no Brasil!
Quando eu soube desse lançamento, quase pirei! E a Editora Nemo do grupo Autêntica, teve o carinho de me enviar um exemplar desse clássico da literatura, que aliás é meu clássico favorito. Será que amei??
Gostei muito da cortesia e amei mais ainda quando vi seu conteúdo!


Para aqueles que ainda não tiveram contato com as obras de Jane Austen, vou dar uma resumida.
Orgulho & Preconceito é um clássico da literatura mundial (isso acho que todos sabem), sua primeira publicação foi a mais de 200 anos. É um romance brilhante que fala de forma sincera sobre sociedade londrina durante a Era Regencial, no início século XIX. Ele tem como personagens principais, a jovem Elizabeth Bennet (Lizzi) e Mr. Darcy. O livro fala sobre a recusa de Lizzi em adequar-se as rigorosas regras sociais e morais femininas da época, onde para uma mulher ter ascensão social, deveria ter muitos talentos, ser educada e conseguir um bom casamento. Também temos o lado de Mr. Darcy. Um cavalheiro, bonito, educado e portador de grande fortuna. Darcy é tímido e um pouco recluso, e logo que ele e Lizzi se conhecem um desagrada o outro. O tempo e a convivência acabam de alguma maneira fazendo com que os dois se aproximem, mas aquela tensão inicial ainda existe. Darcy acha que a família de Lizzi quer apenas dinheiro e Lizzi acha Darcy um homem arrogante. E é isso que leva o leitor a importantes reflexões sobre orgulho, preconceito,  o certo e o errado.


Os diálogos da graphic são fiéis ao livro, assim como as cenas presentes nele, que são representadas com belas ilustrações com traços delicados que nos levam para dentro da trama. A diagramação é ótima com uma letra muito legível.


As ilustrações são de Robert Deas, que já desenhou muitas adaptações de clássicos literários. Seu trabalho é realizado em sua mesa digital Wacom Cintiq, direto de seu home studio em Lincolnshire, Inglaterra. Já a adaptação é de Ian Edginton, um dos roteiristas mais populares do Reino Unido, já realizou trabalhos para grandes estúdios e produtoras, como Lucasfilm, Paramount Pictures e 20th Century Fox, criando adaptações de Star Wars, Star Trek, Alien vs. Predador e O Exterminador do Futuro para os quadrinhos.



Beijos,
Juh Bernardo

Resenha - Mentira Perfeita

Olha eu aqui de novo \o/ E desta vez não é para resenhar um livro histórico \o/ kkkk
Os livros da Carina me encantam e me inspiram, sabe aqueles livros que você sempre quer ter por perto? 
Mentira Perfeita simplesmente me deixou louca, comprei na pré-venda no dia 16 de fevereiro e o recebi no dia 1° de abril (parece mentira, mas não é kkk).

Mentira Perfeita traz a história de Júlia, que está com o coração na mão após tia Berenice, sua única família, passar mal e ir para o hospital. Junto de seu melhor amigo Dênis, ela entra na sala onde sua tia está internada e, ao perceberem que ela está preocupada em deixar este mundo com a Júlia sozinha assim, sem ela poder passar por emoções muito fortes, eles acabam mentindo que Júlia tem sim um namorado e que ele até pensa em propô-la em casamento. Após isso, tia Berê acaba por sofrer três infartos seguidos, causado por um grave problema no coração que necessita de um transplante. 
Um milagre acontece e tia Berê volta ao normal, dizendo que nunca morreria sem ver o casamento de sua amada sobrinha.
Logo, ela está atrás de bufês e até costurando o vestido de noiva da Júlia, que fica desesperada, pois não pode contar a verdade por causa do estado frágil da tia.
Paralelo a isso, temos Marcus Cassani aiai, por causa de um acidente de moto, ele sofreu uma lesão na medula e perdeu os movimentos das pernas. Desse modo, fazem três anos que ele está em uma cadeira de rodas, porém a esperança de andar novamente prevalece.
Marcus acabou saindo da casa de seus pais, pois eles se preocupavam muito, assim ele rumou para a casa de seu irmão mais velho, Max. Só que ultimamente, ele quer ter seu próprio espaço, onde ele sinta que consegue ser independente, mas como nada são flores, depois de muita discussão, Marcus só consegue o aval para ter seu próprio canto se ele contratar um cuidador.
Já imaginam o que acontece né?
Júlia trabalha na L&L e, acaba esbarrando em Marcus ao ter que entregar uns documentos para Alicia. Logo, eles se esbarram novamente e ele, ao saber da mentira de sete cabeças em que Júlia está, propõe fingir ser seu futuro noivo se ela fingir ser sua cuidadora.

- O dia está lindo, não está?
Marcus observou o manto cinzento repleto de pesadas nuvens escuras sobre as nossas cabeças. Sorriu de novo. Mais um daqueles sorrisos raros. Que já não eram mais tão raros como antes, me dei conta.
- Está perfeito, Pin. Não consigo imaginar um dia mais bonito que esse.

Desse modo, Júlia tem que se virar para conciliar o trabalho, cuidar da tia Berê, cuidar da casa e sair com Marcus, para que eles possam se conhecer melhor e contar a Mentira Perfeita.
O leitor passa então a conhecer Júlia mais a fundo, descobrindo seus medos; além de ver Marcus, o garanhão rs, se retorcer por não querer aceitar o fato de que essa mentira irá mudar suas vidas para sempre.

Ás vezes você se sente tão sozinho que parece estar á deriva no meio do oceano. Nada á frente, nada atrás, nada em lugar nenhum exceto as ondas que quebram sobre você, ameaçando engoli-lo. Mas algumas vezes - raras vezes - um ponto negro surge no horizonte e vai crescendo até se tornar a silhueta de um barco, até uma mão se esticar em sua direção e você sair do inferno. Júlia era o meu barco, a mão estendida, o ponto negro do meu nada.

Mentira Perfeita é um Spin-off de Procura-se um Marido, ou seja, se passa no mesmo universo, com personagens antigos e novos.
Não é necessário ler o livro anterior, porém se você ler entenderá muito melhor, pois Max e Alicia aparecem sempre
Sou muuuuiiito suspeita em falar dos livros da Carina, mas fico boba em como, a cada livro, ela consegue me encantar com suas palavras. Já tinha me apaixonado pelo Marcus em Procura-se um Marido, porém ele se mostrou mais sarcástico, fofo, idiota e apaixonante nessa trama. A Júlia é uma personagem doce e com um coração de ouro, colocando a felicidade de todos a cima de si mesma. É super inteligente, nerd e fofa , não tem como não amá-la!
As 462 páginas podem chegar a assustar, porém a escrita da Carina flui muito bem e o leitor não consegue parar de ler (vai por mim, onde eu ia levava o livro comigo).
Além disso, quando terminamos a leitura nos resta muita saudade dos personagens. A vontade é começar o livro novamente.
Se você ama livros leves, com pitada de drama, humor, suspense e muito romance \/ Leia e ame este livro \/ #vivaaliteraturanacional #essamulherémuitodiva 

Beijos da Bruh

Ganhador da promoção de aniversário! (mês de março)

Oi, gente!
Desculpa a demora em publicar o vencedor do mês de março.
Fiquei muito feliz com os resultados do segundo mês de promoção. Foram 68 comentários válidos de 21 participantes.

LEMBRANDO QUE PARA SEU COMENTÁRIO TER VALIDADE NA PROMOÇÃO, VOCÊ DEVE SEGUIR O BLOG NO GFC!!


Quanto aos prêmios de março, nosso comentarista vencedor vai levar para casa:
Muitos marcadores de página  
E um exemplar do livro "Uma Longa Jornada"
Espero que goste dos mimos!!

E nosso leitor vencedor é... (rufem os tambores por favor!)



 Com um total de 12 pontos no mês de março, quem vai levar o brindes para casa é:

Vanessa Moreira Rufino

Obrigada Vanessa por estar sempre de olho e participando do blog! Estaremos entrando em contato com você.


  Nossa promoção vai até agosto!!
Para mais informações é só entrar nesse link aqui -> Contagem regressiva para o aniversário do blog! 

Beijos,
Equipe Um Minuto, Um Livro. 
 

© Template elaborado por Cantinho do Blog. Clique aqui e Encomende o seu! - 2015. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré