Resenha - O Último dos Canalhas


Olá pessoas! Prontos para fechar o ano com chave de ouro?



Estou muito feliz, pois mesmo tendo um ano difícil e estressante consegui ultrapassar a meta de livros que queria ler, em janeiro de 2015 prometi que leria 100 livros no decorrer do ano e consegui ler exatos 137 livros até o dia de hoje E para o tão próximo 2016 já tenho 119 livros esperando para serem concluídos! #medesejemsorte 
E vocês, conseguiram zerar a meta de leitura? Já sabem quantos livros estão esperando para ano que vem?


Você sabem que tenho um fraco por romances históricos. Desculpe, eu não estou conseguindo ler romances contemporâneos ultimamente por não conseguir achá-los tão atrativos, principalmente os livros Hot, pois não achei nenhum com uma história realmente, sabe? Fora de uma cama para variar? 
Desse modo, sem mais delongas, a minha última resenha do ano será um histórico. 

O Último dos Canalhas é o segundo livro da série Canalhas, cujo o primeiro livro se intitula O Príncipe dos Canalhas, você caro leitor não precisa ler em sequência, pois os livros focam em casais diferentes, porém esse livro trás referências e personagens do primeiro livro, mas nada que possa atrapalhar a leitura se você não leu o anterior. 

Nesse livro conhecemos Vere Aylwin Mallory, o último canalha da família e duque de Ainswood. Ele passou por uma série de tragédias familiares, porém uma delas fora muito forte para ele. Se rebelando, Vere simplesmente ignora seu título, suas terras e sua família, vivendo de um lugar para outro junto de seu criado Jaynes.
Paralelo á isso, conhecemos Lydia Grenville, uma jornalista que usa esse meio de comunicação para fazer ouvir sua opinião sobre política e sobre a sociedade em si. Ela possui um passado sombrio e pretende deixá-lo desse modo. 
Lydia está de olho em Coralie Brees cuja reputação é a de pior cafetina de Londres. Quando ela está indo para se encontrar com um colega de trabalho, se depara com Coralie arrastando uma menina afim de conseguir mais uma garota para o seu bordel.
Claro que Lydia não vai deixar barato, mandando Coralie soltar a menina, porém a mulher é uma megera e logo ambas entram numa discussão.
Vere Mallory vendo aquela cena, tenta apaziguar a situação, mas acaba discutindo com Lydia, enquanto Coralie foge. Mas ela não deixa barato também e o canalha acaba nocauteado por Lydia.
Daí em diante Vere vira um stalker, seguindo Lydia a todo lugar e claro, colocando ambos em diversas enrascadas.

Esse romance foi muito gostoso de ler, antes de terminá-lo eu já estava indicando para minhas amigas leitoras. Encontrei muitas características diferentes daquelas de que estava acostumada nos romances históricos. Na realidade nem achei Vere tão canalha assim, era fofo e engraçado de "ler" ele perseguindo Lydia. Aliás, essa personagem me deixa sem palavras para descrevê-la, definitivamente é uma personagem forte e que deixa os homens no chinelo e Vere é o primeiro a enxergar isso.
Amo livros onde os diálogos não são forçados, dando uma leitura ritmada e fluida.
Todos os personagens desse livro são muito bem construídos e amo quando há bichos de estimação na história e a mastim preta de Lydia, a Susan, deu um show á parte. 

A capa desse livro é outro caso, ambos os livros dessa série tem a fotografia da capa muito bonita

Se você procura um livro com personagens fortes e engraçados, com uma pitada de ação, drama, hot e fofura, leia este livro que você não se arrependerá.

Primeiro livro da série Canalhas

 Desejo á todos os leitores do blog um Feliz Ano Novo e que neste ano que se iniciará todos nós tenhamos muita paz, saúde, amor e, claro, muitos livros

Beijos da Bruh


Divulgação!!

Oi Gente!!
Hoje venho com uma super divulgação.
Já ouviu falar em "A 5ª Onda"?
Ainda não?
Vou te explicar. Esse é um livro publicado pela Editora Fundamento, e dia 21 de janeiro de 2016, um filme baseado no livro será lançado nos cinemas!!


Vamos conferir um pouco sobre essa novidade?
"A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas.
Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos.
Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar."

Confira o trailer do filme:

Ficou interessado??
 O livro está com 30% de desconto na loja virtual da fundamento: http://bit.ly/1Qonk6z



E aí? O que achou da dica??

Beijos,
Juh Bernardo

Resenha - Uma Semana Para Se Perder

Olá pessoas, tudo bem?

Como prometido, eis aqui a resenha do segundo livro da série Spindle Cove \o/


Logo no final de Uma noite para se entregar já temos um gostinho dos personagens desse livro: Minerva e Colin.

Sabe aquele livro que você não quer terminar de ler porque não quer se despedir dos personagens?
Foi assim comigo durante a leitura de Uma semana para se perder.
Definitivamente esse livro trouxe mais força para a série Spindle Cove.

Uma semana para se perder narra a história de Lady Minerva Highwood, temos mais uma mocinha que foge á época, ela é culta e tem paixão pela geologia. Por sua "natureza" fora das convenções sociais, ela acaba em Spindle Cove com as duas irmãs e a mãe. Assim que Colin Sandhurst Payne, mais conhecido como o devasso primo de Bram, chega a vila de Spindle Cove, ele e Minerva se estranham como vemos no primeiro livro da série.

O livro tem como inicio Minerva, debaixo de chuva, no meio da noite, batendo na porta do diabo, Ops, de Colin. 
"Eu admito", disse ele, " que esta não é a primeira vez que atendo a porta no meio da noite para encontrar uma mulher esperando por mim do lado de fora. Mas você é, com certeza, a mulher que eu menos esperaria."Colin a avaliou até os pés. "Mas é a mais enlameada."(...)"Esta não é uma visita desse tipo." "Permita-me um momento para eu absorver a decepção."
Intrigado pelo motivo que levou-a até ali, Colin logo descobre que Minerva quer que ele fuja com ela de Spindle Cove e leve-a até Edimburgo, na Escócia, para que ela possa participar de um simpósio de geologia. Na verdade, Minerva fez uma descoberta importante para o ramo e está convicta de que ganhará um alto prêmio em dinheiro se apresentar sua descoberta no simpósio, sabendo que Bramwell retém as finanças de Colin, ela usa o dinheiro que ganhará como pagamento para que ele viaje com ela.
Claro que num primeiro momento Colin diz não, pois as consequências de fugir com ela são altas, principalmente quando a reputação de uma dama está em questão, na verdade a reputação de Minerva voará pelos ares quando a vila souber do ocorrido. Entretanto Minerva já tem tudo arquitetado, fingindo estar fugindo com Colin ou até mesmo indo sozinha.
E é praticamente encostando Colin "contra o muro" que ela consegue que ele a acompanhe.
Só que nada são rosas, Minerva logo descobre que Colin não viaja em carruagens e não dorme sozinho, dado a um trauma que ele sofreu. Além disso, ela esqueceu um diário importante sobre suas pesquisas e trouxe o diário "fictício" que ela iria deixar na vila para que suas irmãs e mãe pensassem que ela e Colin estavam apaixonados. Ademais, várias situações ocorrem no decorrer da viagem que faz com que o objetivo fique cada vez mais distante.
Eles caminharam pelas fileiras de animais premiados, que estavam ali em exibição, dando nomes ridículos aos porcos e arminhos, e depois discutiram qual merecia o prêmio e por que."Hamlet merece a faixa", argumentou Minerva. "Ele tem os olhos mais brilhantes, e seus quadris são os mais gordos. E ele também se mantém bem limpo, para um porco.""Mas Hamlet é um príncipe. Eu pensei que você conferisse suas dádivas aos cavalheiros", disse ele,"Talvez você prefira Sir Francis Bacon ali adiante.""Aquele imundo que está grunhindo e chafurdando na lama?""Pelo que sei, grunhir é uma marca de inteligência porcina.""Por favor", ela olhou enviesado para Colin. "Até eu tenho meus padrões." 
Nesse ínterim, em Spindle Cove, temos Thorne e Kate: ele "bate o pé" e tem certeza de que Colin fugiu com Minerva, mas não por estar apaixonado; já Kate acha um absurdo Thorne pensar assim, oras seria assim tão impossível que alguém se apaixonasse por Minerva? E por que Colin não poderia ser esse alguém?
Desse modo, ambos tentam arrumar provas de suas teorias para "calar a boca" do outro.
Logo o leitor percebe que ambos tem pontos de vista diferentes sobre o amor e que será tratado no terceiro livro da série. Que aliás, não vejo a hora de ler. *-*
"Você não sabe?", pergunta ela. "A antipatia aparente pode mascarar uma atração oculta."Ele sentiu o rosto ficar quente."Não neste caso.""Ah, sim. Esta lista não prova que Lorde Pyne é um canalha." Ela bateu com o papel no peito de Thorne. "Ela prova que ele está apaixonado."
Claro que com todos os percalços que ocorrem durante a viajem, além de Colin e Minerva terem de dormir juntos, com o passar das páginas os personagens vão se conhecendoautoconhecendo interiormente e exteriormente. A Tessa consegue que não só um, mas que ambos os personagens se desenvolvam com a ajuda mútua de cada um. 

Uma semana para se perder trás os dois personagens centrais mais cativantes que já li. Colin está mais sarcástico e cômico do que nunca, e Minerva é aquela mocinha forte, mas que no fundo tudo o que mais quer é ser amada. Além disso, é um livro leve e ritmado como foi no primeiro livro.
Os diálogos estão demais, esse foi o primeiro livro que enchi de post-it :p

Vocês perceberam pelos quotes, né? 

Preciso reforçar que amei esse livro? rs 

O próximo livro da série: 

Beijos da Bruh ♥

Um minuto, uma dica #15 - Um cafézinho por favor!

Pausa para uma leitura com gargalhadas garantidas!

Eu sou muito travada para ler contos, eles realmente tem que chamar a minha atenção, e hoje venho com livro muito interessante que está sendo criado por um usuário do Wattpad. O autor traz uma proposta diferente, falando sobre o nosso dia-a-dia com um humor saudável e irreverente.
Cafezinho - Contos Pingados do autor Josué Oliveira, é aquele tipo de livro que você deve relaxar e dar muitas gargalhadas enquanto saboreia um delicioso cafezinho. Os contos são rápidos, então, se não der para sentar e tomar um cafezinho enquanto relaxa, você pode ler enquanto está no ônibus, no intervalo do almoço, em pé na fila infernal do banco, ou em qualquer outro lugar que você imaginar. Só tenha cuidado! Algumas gargalhadas são inevitáveis, então você pode acabar chamando a atenção em lugares públicos (eu já fiz isso... )

https://www.wattpad.com/story/48702633-cafezinho-contos-pingados

Cafezinho - Contos Pingados 
Josué Oliveira
"Já pensou em como seria se a balada fosse como uma entrevista para conseguir um(a) namorado(a)? Ou se você tivesse uma explosão de sinceridade na noite anterior ao seu casamento? E se nascer fosse literalmente saltar de paraquedas? Então pare, tome um cafezinho e curta esta seleção de contos entre um gole e outro."




Gostou da dica? Então sente, peça uma xícara de conto com duas colheres de humor, relaxe e aproveite seu café! ;)

Juh Bernardo

Se eu ficar em filme

Oiiie pessoal,
Não consegui subir o post para o blog ontem, a rede de internet que eu uso caiu, estão fazendo reparos, mas de instante em instante cai a internet. 
Mas vamos lá o post hoje é de um livro que virou filme e eu amei é muito emocionante a história. Levo mais como lição de vida esse filme, não tive a oportunidade de ler o livro, mas o filme em si é ótimo.   Sim, admito eu chorei muito assistindo-o .Vou falar um pouco do filme    SE EU FICAR.



    If I Stay (no Brasil e em Portugal Se Eu Ficar) é um filme de drama estadunidense de 2014 dirigido por R. J. Cutler, baseado no romance If I Stay de Gayle Forman e estrelado por Chloë Grace MoretzMireille EnosLiana LiberatoLauren Lee Smith e Jamie Blackley. Ele foi lançado em 20 de agosto de 2014  nos Estados Unidos, 28 de agosto de 2014 em Portugal e 4 de setembro no Brasil de 2014.

Sinopse

Mia Hall acreditava que a decisão mais difícil que enfrentaria em sua vida seria escolher entre seguir seus sonhos na escola de música Juilliard ou seguir um caminho diferente com o amor de sua vida, seu namorado rebelde, Adam. Mas quando o que deveria ter sido um passeio despreocupado de família leva a vida de sua mãe Kat, seu pai Denny e seu irmão mais novo Teddy, tudo muda em um instante devido ao acidente que tivera, e agora sua própria vida está em jogo enquanto ela está em coma em um hospital. Presa em um limbo entre a vida e a morte para um dia revelador, ela pisca de volta para o passado, e tem uma experiência extracorpórea enquanto observa amigos e familiares se reunindo no hospital. Ela deve tomar uma decisão que não só irá decidir o seu futuro, mas o seu destino final.


E aii, gostaram?
                                               Beijinhoos de Lizaa  

Livro "Destino" da autora Wilma Araújo já está em pré venda!

Oi Gente!!
O livro da minha querida amiga Wilma já está em pré venda! ❤ ❤ ❤
Está esperando o que para comprar??

http://www.editoramaresia.com/#!product/prd17/4416440441/destino---trilogia-portais

Ficou interessado? Clique aqui e compre! Eu recomendo ;)

  Beijos,
Juh 

Eu sou a nova colaboradora, um pouquinho de mim

Oiee pessoal,  sou a nova colaboradora do blog da Juh,
E o meu primeiro post vai ser falando um pouco de mim rsrsrs o próximo post sera na segunda sobre séries e/ou filmes o conteúdo ta bem legal.
   Bom vamos lá. rssrsr
Tenho 17 anos, meu  nome é Lizandra Paixão, mas podem me chamar de Liza. Sou Nordestina com orgulho, Paraibana nata, nasci na capital mas moro no interior a 63 km da capital numa cidadezinha chamada Sapé.
 Curso ensino médio e ano que vem presto vestibular, serei acadêmica de Odontologia por amor, além da odontologia tenho sonhos, metas das quais vou conseguir conquistar. Amo minha família, a gramática, a literatura e a Redação. Viciada em Netflix, em Chocolate e em lugares de tranquilidade. Apaixonada por livros, filmes, séries e músicas. Sou extrovertida, brincalhona, me irrito com facilidade, mas sorrio também rsrsr, meus defeitos são ser sincera demais, me apegar com facilidade.
Bem pessoal, aii ta um pouquinho de mim e esperem pelos post's que estão incríveis.
beijinhooos de Lizaa

Resenha - Uma Noite Para Se Entregar

Olá pessoas, tudo bem?
Dei uma sumidinha por aqui néh?


A Ju fez um post sobre as novidades do mês de novembro e percebi que muitos se interessaram pelo lançamento do livro A dama da meia-noite da editora Gutenberg, enfim esse livro é o terceiro da Série Spindle Cove da autora Tessa Dare. E estou aqui justamente para falar sobre o que achei do primeiro livro dessa série.

Uma noite para se entregar trás a base da série que é a vila de Spindle Cove, um lugar onde muitas moças vão se "refugiar". Elas, são geralmente bem-nascidas, porém são tímidas, escandalosas, ou seja, são as moças que ninguém sabe como lidar. Algumas desencantaram com o casamento, outras sofrem de alguma doença e há aquelas que se encantaram pelo homem errado. Desse modo, as mães levam sua filhas para Spindle Cove para que elas se aperfeiçoem e futuramente possam desfrutar de um bom casamento.
A anfitriã dessa vila é Susanna Flinch, ela "recruta" e lidera as moças que lá vivem. Descobrindo os talentos de cada uma e ajudando-as a desenvolvê-los, além de ser uma grande amiga, Susanna também é uma grande defensora das moças. Seu pai é o Conselheiro Real, Sir Lewis Flinch. Ele vive trancafiado em um canto da casa fazendo experimentos e criando novas armas.
Spindle Cove é um lugar bem tranquilo, porém assim que o Victor Bromwell, Thorne e Colin aparecem... 
Victor Bramwell, ou como todos o chamam: Bram, é  o tenente-coronel do Exército Britânico, porém a vida dele tem uma reviravolta quando leva um tiro no joelho enquanto defendia a Inglaterra contra Napoleão. O Conselheiro Real é o único homem que pode ajudar Bram a ter o seu comando de volta, só que o pai de Susanna faz muito mais que isso: lhe arruma um castelo caindo aos pedaços em Spindle Cove, um título de Lorde e lhe dá a missão de reunir uma milícia, ou seja, Bram deve recrutar os homens da vila, treiná-los e armá-los.
Bram fica muito revoltado com sua situação, mas ele acaba por fazer o que lhe foi pedido, entretanto logo ele percebe que achar homens para a sua futura milícia será uma tarefa pra lá de difícil, além disso, suas ordens são sempre questionadas pelo povo da vila, e tudo o que ele manda, os moradores dizem para que ele peça a permissão de Susanna. Bram fica inconformado, para ele, mulher não deve mandar em nada e logo farpas rolam soltas. 

"Vamos até a taverna", disse Bram. "Preciso de uma bebida."
"Eu preciso de um bife", disse Thorne.
" Eu preciso de uma prostituta", falou Colin. "Eles têm isso em vilas litorâneas?Prostitutas de tavernas?"
"Deve ser ali." Ele atravessou a praça, na direção de um estabelecimento de aparência alegre, com a placa tradicional de taverna pendurada sobre a entrada.
Bram diminuiu o passo quando eles se aproximaram da entrada. Olhando mais de perto, aquilo não se parecia com nenhuma taverna em que ele tinha estado. Havia cortinas de renda na janela. Acordes delicados de piano chegava flutuando até ele. E a placa pendurada sobre a porta dizia...
" Por favor, diga que não está escrito o que eu estou lendo."
"O Amor-Perfeito", seu primo leu em voz alta, em tom horrorizado. "Casa de chá e doces."
Bram praguejou: a coisa ia ser feia.
Corrigindo: quando abriu a porta vermelha do estabelecimento, ele percebeu que a coisa não ia ser feia, de modo algum. Tudo seria muito bonito, além dos limites de tolerância masculina.


Susanna quer que sua amada vila volte a ser tranquila, pois agora, além das moças estarem alvoroçadas com tanta masculinidade á vista, esses homens estão deixando a vila de "pernas pro ar". Assim Susanna inicia uma batalha contra Bram, porém onde há faísca, há fogo.

Com situações engraçadas, uma narrativa ritmada e leve, Uma noite para se perder trás um bom início para a série. O livro aborda diversos personagens, entre eles o primo de Bram, Colin, que é um devasso e não tinha como não rir de suas observações sarcásticas e suas tentativas de "revolução" e o Cabo Thorne, que é um homem grande e forte, de poucas palavras e de quem todos tem medo.
Conhecemos outros personagens bem "por cima", pois a história deles serão aprofundadas nos próximos livros. 
Os diálogos são do estilo de Portugal, "entre aspas".
Susanna é aquela personagem forte, e totalmente avessa á época, de um jeito bom. E Bram é um homem machista, mas que quebra a cara cada vez que está com a mocinha. Quando ela e Bram se juntam ou quando Bram deixa o comando com seu primo Colin, muitas situações cômicas acontecem.
O próximo livro, Uma semana para se perder, será a próxima resenha. E já posso adiantar que superou o primeiro livro. 


Beijos da Bruh

Fui ao cinema #10

Fui ao cinema assistir Jogos Vorazes: A Esperança - O Final
 
Oi pessoas que tanto amo 
Faz tempo que não faço essa coluna é?
Então, é claro que fui ao cinema assistir o ultimo filme da franquia Jogos Vorazes (pesar de ser em 3D, que como eu uso óculos fica extremamente desconfortável colocar um óculos sobre o outro.) Vamos esquecer a cena ridícula da pessoa aqui usando dois óculos. Tenho um assunto mais interessante para falar.

O que achei do filme?
Foi ótimo, sério, muito bom mesmo. Li no facebook alguns comentários negativos sobre o filme, mas primeiro, reparei que, primeiro: essas pessoas esperavam ver um filme de guerra, daqueles com braços voando e sangue para todos os lados. Sim tem muita guerra em jogos vorazes mas é um filme com classificação 14 anos e é direcionado aos adolescentes, então tem coisas que não devemos esperar de um filme assim. Segundo: O povo ama criticar!!!
As cenas de ação ficaram impecáveis, e o desenrolar da trama foi perfeito. Nossos queridos atores mais uma vez fizeram um ótimo trabalhado, só fico triste em ter que me despedir deles .
Claro tem algumas coisas que não gostei muito, acho que faltou um pouco de emoção em algumas cenas, parecia que a Katniss estava completamente anestesiada, achei ela muito fria em determinados momentos, coisa que eu não sentia no livro, no livro chorei horrores, mas não derramei nenhum lágrima no filme, até me emocionei (é difícil não se emocionar) e tal, mas não cheguei a chorar.

Dá para comparar o filme com o livro?

Muitas coisas sim, claro que não ficou 100% fiel mas também não acho isso possível, principalmente quando falamos do final de uma saga, pequenas peças são alteradas no primeiro filme e isso acaba tornando-se uma bola de neve, é inevitável. Mas o filme não saiu muito fora dos trilhos, e isso é que importa. Ele me satisfez como leitora, e acredito que os outros leitores da trilogia também gostaram.

E os atores?

Acho que dispensa comentários né, já falei tanto deles aqui no blog, mas tenho que destacar Julianne Moore que dá um show de interpretação.

O que achei do final do filme?
O final foi ótimo, mas acho que faltou um pouco mais de emoção nos últimos minutinhos...

Classificação Geral:




Beijos,
Juh

TAG: Senhora!

Oi pessoal!
Eu sei que ando sumida, mas não me abandonem, plisss. 
Eu tenho uma desculpa, algo realmente terrível aconteceu: meu computador veio a falecer...  Terrível não? Estou procurando um bom e barato para comprar e enquanto isso fico na dependência do celular (eu realmente não gosto de usar o celular para escrever posts) e do computador da minha mãe, que volta e meia eu "furto" ele e levo para a minha casa.


Mas vou para com isso, vamos a postagem do dia. Fui indicada pelo blog Infinitas Vidas, para responder essa tag divertida que foi criada pelo Carol do blog A colecionadora de historias.

A  TAG foi inspirada no vídeo (que se tornou viral) da funcionária pública que sai correndo de uma entrevista ao ser questionada sobre bater o ponto, mas não trabalhar. Quem não viu pode assistir aqui.
Bem, vamos ao que interessa:

Regras:
– Responda todas as perguntas
– Marque seus blogs amigos
– Dê os créditos de criação da tag

1. Desafio! Encontre um livro com uma jornalista na história e deixe a sinopse.
Um Romântico incorrigível - Devan Sipher. O livro narra a vida de um jornalista que escreve para um coluna sobre casamentos.
Eu já resenhei ele aqui no blog, clique aqui e confira!

2. Sorria, você está sendo filmado! O livro que você está lendo no momento.
A casa das marés - Jojo Moyes

3. Utilidade pública! Uma trilogia/série/saga que deveria ser de conhecimento geral.
Não é segredo que eu amo a saga "Sussurro", então essa é minha dica.


4. Ritual sagrado! Cite um livro que você releu, e por quê.

Eu não tenho o habito de reler livros, então essa resposta foi difícil. Mas um do livros que reli foi "Último sacrifício" da série Academia de vampiros, quando eu terminei o quinto livro da série, o ultimo ainda não havia sido lançado no Brasil e não tinha previsão de lançamento, então (como minha curiosidade é grande) acabei lendo em PDF, e quando foi lançando me senti na obrigação de comprá-lo para completar a coleção (e eu não ia deixar um livro novinho lá "largado" na minha estante né!?).

5. Batendo o ponto! Um livro que você leu por obrigação, ou somente porque “estava na moda”.
O Monge e o Executivo - James C. Hunter. Fui obrigada a resenhá-lo a uns 9 anos atrás, quando fiz um curso técnico em administração. O livro é bom, mas não é o tipo de leitura que eu escolheria, (ainda mais aos 18 anos, quando eu nem ao menos sabia o que realmente queria da vida).

6. Enrolando no bosque! Um livro que você demorou muuuito pra terminar.
Veneno - Sarah Pinborough. Não sei se foi eu ou o livro, acho que eu não estava em uma vibe boa para aquilo que encontrei na leitura e custei a "pegar no tranco" não sei quanto tempo levei para lê-lo, mas cheguei a para a leitura li outro livro, e só então consegui terminar a leitura desse.

7. Pega na mentira! Cite uma personagem “cara de pau”.
Menina de vinte - Sophie Kinsella. As personagem da Sophie são todas "cara de pau", mas acho que Lara Lington é a mais, não por vontade própria, mas com o "empurrãozinho" de uma fantasma muito levada, Lara faz coisas imagináveis.

8. Cite um autor não tão conhecido que deveria ser homenageado.
Amanda Ághata Costa. Autora do livro "A Escolhida", ela escreve muito bem se falar que seus personagens são adoráveis e bem construidos.

9. Profissão: Leitor! Um livro que você abandonou ou que te decepcionou totalmente.
O morro dos ventos uivantes - Emily Bronte. Eu poderia ter usa esse livro também na pergunta 6, mas acho que ele se encaixa mais aqui. Eu amo romances de época e Jane Austen é minha inspiração, então, decidi ler "O morro dos ventos uivantes" na época em que estava na moda por causa de "febre crepúsculo". O livro até é bonzinho, mas decepcionei muito com a leitura, eu tinha uma expectativa bem diferente do livro, achei a leitura muito maçante, sem falar que adquiri um ódio mortal pela Catherine.

10. Redundância Um livro que você considera “mais do mesmo”
Noite Eterna - Claudia Gray. Garota adolescente, tímida, com poucos amigos, se muda para uma cidade nova, vai estudar em um colégio misterioso. Vampiros, caçadores, ameaças mortais, um amor impossivel...
Acho que deu para entender.

11. Ninguém pode saber! Um livro da estante que você esconderia de tão precioso!
Alice's Adventures in Wonderland & Other Stories - Lewis Carroll. Esse é sem dúvidas meu xodó, não empresto e prefiro que fiquem longe dele!

12. Eu nunca fiz isso! Um livro que você tem vergonha de ter lido.
Cinquenta Tons de Sr. Darcy. (tenho vergonha mesmo, então não conte para ninguém) Fiquei tão traumatizada com esse livro que quase procurei um tratamento psicológico.  Sabe o ditado "A curiosidade matou o gato"? Me descreve perfeitamente nessa situação, li o livro por pura curiosidade e me ferrei, a escrita é péssima, o erotismo é bizarro, a tentativa de comédia é totalmente falha... bem. vou para de falar, já estou ficando irritada!

13. Cooorre! Um livro/autor que você não leria de jeito nenhum.
Não tenho nenhum especifico, mas não gosto de ler sagas grandes, aquelas que contenham 10 livros ou mais, geralmente são cansativas, sem falar que as vezes é impossivel completar a coleção. Tive minha experiência com "Rangers - A ordem dos arqueiros", os livros além de caros são difíceis de achar. Então, sim, eu tenho um certo preconceito por sagas muito longas.

14. Atrás dela! Cite uma personagem determinada.
Como eu era antes de você - Jojo Moyes. Considero Louisa Clark uma personagem bem determinada.

15. Um autor que você perseguiria até não aguentar mais! (ou seja, leria até a lista de compras).
Esse foi bem difícil de escolher, tem alguns autores que eu leria até a lista de compras, mas depois de um "duni duni te" escolhi a tia Sophie Kinsella.

~*~*~*~*~*~*~

É isso gente espero que tenham gostado das minhas respostas, vou deixar a tag em aberto para quem quiser responder.

Beijos,
Juh Bernardo

Novidades de novembro do Grupo Autêntica

Oi gente!!
Hoje estou trazendo os livros do Grupo Autêntica que acabaram de sair do forno!! 



Ela está em todo lugar - Cherie Priest
"May e Libby criaram a Princess X no dia em que se conheceram, e desde então tornaram-se inseparáveis. Através da personagem, as garotas mataram todos os dragões e escalaram todas as montanhas que a imaginação delas pôde criar.
Até Libby e sua mãe morrerem em um acidente de carro.
Três anos depois, May começa a ver imagens da Princess X em adesivos e pôsteres por toda a cidade.
Isso só pode significar uma coisa: Libby está viva. E May não vai parar enquanto não encontrá-la."
(gente, eu adorei essa capa!!)
 A dama da noite - Tessa Dare
"Pode um amor avassalador apagar as marcas de um passado sombrio?

Após anos lutando por sua vida, a doce professora de piano, Srta. Kate Taylor, encontrou um lar e amizades eternas em Spindle Cove. Mas seu coração nunca parou de buscar desesperadamente a verdade sobre o seu passado. Em seu rosto, uma mancha cor-de-vinho é a única marca que ela possui de seu nascimento. Não há documentos, pistas, e nem ao menos lembranças…
Depois de uma visita desanimadora para sua ex-professora, que se recusa a dizer qualquer coisa para Kate, ela conta apenas com a bondade de um morador de Spindle Cove, o misterioso, frio e brutalmente lindo, Cabo Thorne, para voltar para casa em segurança. Embora Kate inicialmente sinta-se intimidada por sua escolta, uma atração mútua faísca entre os dois durante a viagem. Ao chegar de volta à pensão onde mora, Kate fica surpresa ao encontrar um grupo de aristocratas que afirma ser sua família.
Extremamente desconfiado, Thorne propõe um noivado fictício à Kate, permitindo-lhe ficar ao seu lado para protegê-la e descobrir as reais intenções daquela família. Mas o noivado falso traz à tona sentimentos genuínos, assim como respostas às perguntas de Kate.
Acostumado com combates e campos de batalhas, Thorne se vê na pior guerra que poderia imaginar. Ele guarda um segredo sobre Kate e fará de tudo para protegê-la de qualquer mal que se atreva atravessar seu caminho, seja uma suposta família oportunista… ou até ele mesmo."

A protegida - Lisa Kleypas
"Uma escolha pode conduzi-la à felicidade… Ou partir irremediavelmente seu coração.

Liberty Jones é uma garota determinada, mas em sua vida pobre e difícil não há espaço para que ela consiga vislumbrar seus sonhos sendo realizados. Seu único consolo é a amizade e o amor que nutre por Hardy Cates, um jovem que possui ambições grandiosas demais para ficarem enterradas na pequena cidade de Welcome. Apesar da atração irresistível que pulsa entre os dois, tudo o que Hardy não precisa é de alguém para atrapalhar seus planos de sucesso, e ele a abandona no momento mais difícil de sua vida: quando a mãe de Liberty morre tragicamente em um acidente; deixando um bebê para ela criar. Mas a vida traz grandes surpresas e Liberty se vê sob a tutela de um magnata bilionário, que irá oferecer muito mais do que proteção à irmã e a ela, mas também revelará uma forte ligação com o passado obscuro da família de Liberty. O que Liberty não espera é ter de lidar com Gage Travis, o filho mais velho do magnata; o rapaz não aprova a presença dela em sua casa e fará de tudo para afastá-la de sua família… Gage apenas esquece de também mantê-la longe de seu coração."


Universo HQ Entrevista -  Sidney Gusman (Organização)
O Universo HQ completou 15 anos de atividade em 2015. A maior referência do Brasil quando o assunto é história em quadrinhos consolidou uma base de fãs fiéis e conquistou vários prêmios ao longo dos anos por brindar os leitores com notícias, resenhas, matérias, charges, colunas e entrevistas de qualidade ímpar. Estas últimas sempre mereceram carinho especial da equipe editorial e dos leitores. Embasadas em muita pesquisa, não raro surpreendiam positivamente os maiores nomes mundiais da HQ, “sabatinados” pela equipe do site. Para os leitores, era um deleite ver seus autores favoritos falando sobre tantos assuntos.
Para coroar a trajetória de sucesso do site, Sidney Gusman, editor-chefe do Universo HQ, reuniu neste livro as 21 melhores e mais representativas entrevistas publicadas desde que o site foi ao ar, em 5 de janeiro de 2000. Todas receberam notas de atualização (são 300, no total), para tornar o conteúdo o mais perene possível, seja atualizando o leitor sobre a repercussão do que no momento da entrevista eram apenas projetos futuros, seja detalhando alguma informação mencionada en passant pelo entrevistado. Como se não bastasse, você ainda encontrará aqui duas conversas inéditas e exclusivas com dois “monstros” dos quadrinhos!
Com retratos dos artistas e da equipe do Universo HQ feitos pelo talentoso caricaturista Eduardo Baptistão e dezenas de imagens coloridas, além de simpáticas dedicatórias ao fim de cada entrevista, Universo HQ Entrevista promete encher os olhos dos admiradores da Nona Arte, e constitui um verdadeiro tesouro para os fãs de quadrinhos.

 A Batalha da Colina Zumbi - Nancy Osa
"Ter caído de um avião é só o começo dos problemas de Rob, um pacífico fazendeiro que só queria voltar para casa e cuidar de seus cavalos. Agora, ele está em um lugar desconhecido e se vê ameaçado pelas criaturas mais perigosas, todas controladas pelo terrível Doutor Sujeira, um griefer que pretende obter controle sobre todas as fronteiras. Usando suas habilidades em treinar cavalos, ele forma uma tropa e recruta os amigos que faz ao longo de sua jornada. Turner e Stormie são valentes e espertos, enquanto Jools e Kim conseguem resolver até os problemas mais difíceis – mas trabalhar em equipe pode ser o maior desafio na batalha contra o Doutor Sujeira. Lutando contra zumbis, esqueletos ou creepers, o Batalhão Zero precisará se unir, ou o Mundo da Superfície estará perdido. Um livro que reúne humor, aventura e ação na medida certa para qualquer pessoa que já tenha jogado Minecraft ou para aqueles que ainda vão jogar. Uma montanha-russa com todos os monstros e mistérios que constroem uma boa história."
A Espada de Herobrine - Jim Anotsu
"Arthur e sua irmã, Mallu, não são o melhor exemplo de união. Porém isso tem de mudar quando eles são transportados para o Mundo da Superfície – no universo de Minecraft. Um lugar ao mesmo tempo fantástico e aterrorizante, onde construções impossíveis dividem espaço com monstros terríveis. Agora, cabe à dupla descobrir um caminho para casa antes que o Rei Vermelho, um controlador de monstros, os capture. A única esperança parece residir numa lenda muito antiga, sobre a pior criatura que já viveu no Mundo da Superfície. Seu nome? Herobrine. Aliando aventura, humor e cenas de causar vertigem, A Espada de Herobrine nos leva por embates incríveis contra aranhas, zumbis, endermen e creepers, na busca dos irmãos pela sobrevivência e pela volta para casa."    

Passageiro clandestino - Leonor Xavier
"Nessa viagem que a autora realiza para dentro de si mesma, a partir do momento em que percebe ter sido invadida por um corpo estranho, o que mais impressiona, além do infausto episódio que deu origem ao livro, é a qualidade da linguagem com que narra a experiência vivida. Leonor Xavier mostra como é possível fazer de um “sombrio assunto” motivo de fruição estética para o leitor. E é aí que sua narrativa deixa de ser um registro factual, um relato jornalístico, para ser literatura. Quem já passou por isso, como eu, sabe como é difícil expressar as nuances e variações desse turbilhão de sentimentos despertados por uma situação-limite em que é inevitável a perspectiva da morte. Como recomendava João Cabral de Melo Neto, ele mesmo o melhor exemplo do que aconselhava (“Sem perfumar sua flor/ Sem poetizar seu poema”), Leonor não dramatiza seu drama. O câncer abala, desestabiliza, mas não consegue tirar dela o otimismo, a esperança nem o bom humor, usado na medida certa. Nem quando recebeu por telefone o “veredito”, em meio a um almoço com amigos, “não calei nem disfarcei, nem apaguei a notícia”. Apenas disse em voz baixa para alguém a seu lado: “Estou com um câncer”. Esse é o estilo de Leonor, que abre mão das hipérboles, das exclamações e dos espantos retóricos. Em suma, Passageiro clandestino é o livro sobre um mal, mas que faz bem a quem o lê. Espero que tenha acontecido o mesmo a quem o escreveu com tanto talento e sensibilidade."

O mundo pode ser melhor , Árvore da vida - Marco Antônio Lage
"No livro O mundo pode ser melhor, Marco Antonio Lage, diretor de Comunicação Corporativa da Fiat Chrysler para a América Latina, conta a história do projeto Árvore da Vida, programa de responsabilidade social que o grupo desenvolve desde 2004 na comunidade Jardim Teresópolis, de 30 mil habitantes, na cidade de Betim, próxima à fábrica da empresa. Tendo como público alvo as crianças e adolescentes, o projeto tem foco em educação, geração de trabalho e renda, incentivo ao empreendedorismo e fortalecimento da comunidade. Os resultados são notáveis, das estatísticas escolares à inserção no mercado de trabalho, do crescimento da renda média das famílias à redução dos índices de violência e criminalidade. Com depoimentos emocionantes de dezenas de personagens, o texto narra as dificuldades de implantação, as ações desenvolvidas e as conquistas que tornam o projeto Árvore da Vida uma referência em projeto empresarial de inclusão social."

O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry (Ed. capa dura)
"Há mais de 70 anos encantando gerações de leitores de todas as idades, O Pequeno Príncipe sai agora pela Autêntica, em tradução que buscou uma linguagem – tanto verbal quanto visual – mais próxima do leitor brasileiro de nossos dias. A intenção era criar coloquialidade e, ao mesmo tempo, respeitar o tom clássico de uma das obras literárias mais importantes da literatura universal para o público infantil e juvenil, mas também para todos os adultos que conseguem enxergar a essência humana. O livro narra o encontro, no deserto do Saara, de um piloto francês, cujo avião sofrera uma pane, com um menino “de cabelos de ouro”. Num longo diálogo, o narrador descobre um pouco da vida do pequeno príncipe, percebe seu olhar infantil sobre a vida e o mundo; o pequeno príncipe, por sua vez, se vê diante de questões da vida dos adultos, e aquele encontro se transforma numa ligação forte, um dependendo do outro, compreendendo a importância que têm todos aqueles que cruzam nossa vida. Considerado uma das maiores obras do século XX, O Pequeno Príncipe é um dos livros mais traduzidos do mundo, não se sabe exatamente para quantos idiomas – o site oficial da obra Le Petit Prince fala em cerca de 253 idiomas e dialetos –, e revela uma visão filosófica e poética do mundo, da vida e da morte, das relações."


E aí? Tem interesse em alguma dessas novidades? conta pra gente!

Beijos,
Juh Bernardo
 

© Template elaborado por Cantinho do Blog. Clique aqui e Encomende o seu! - 2015. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré