Resenha – Por lugares incríveis

Primeiramente, esse livro está sendo resenhado pela segunda vez no blog. A Bru foi a primeira a resenha-lo e vocês podem conferir clicando nesse link:  Resenha - Por Lugares Incriveis


Confesso que comecei a ler esse livro por ele estar na moda, e por curiosidade. Acho que isso atrapalhou um pouco a minha leitura, começando por eu ter criado muitas expectativas sobre ele.

A escrita da autora é ótima e nos engole, mesmo o livro tendo um desenrolar simples e que não é muito grandioso (como falei anteriormente, criei expectativa demais, acho que por isso tenho essa opinião) seu tema abordado é muito importante e foi incluído de forma interessante, atraindo o leitor, o que deixa o livro incrível. Ele é um livro triste e adorável que nos traz boas lições, chamando a atenção para um tema bem delicado.

"A esperança está em aceitar sua vida como ela se apresenta agora, mudada para sempre. Se puder fazer isso, a paz virá em seguida."

Gostei muito do Finch e da Violet, os principais personagens, dá para perceber o carinho e cuidado que a autora teve ao criá-los, são bem construídos, e como o livro é narrado sobre o ponto de vista dos dois, isso os torna ainda mais especiais, podemos conhece-los a fundo.
Theodore Finch, mais conhecido como “Theodore Aberração” é um garoto complicado, com poucos amigos, muitos inimigos, o “popular negativo”, “esquisitão” da escola, quebra mesas, vive brigando e arrumando confusões, isso quando aparece na escola. Seus pais são divorciados, e ambos não prestam muita atenção nos filhos, a mãe ainda sofre pela separação e trabalha em dois empregos para poder dar um vida decente aos filhos, o pai casou novamente e vive para a nova família, sua irmã mais velha tenta ajuda-lo, mas não da forma correta, e ela também nem sempre está presente. Toda essa revolta e os desaparecimentos dele tem um motivo, só que ninguém percebe, depois de muitas confusões, ele foi obrigado a frequentar um orientador pedagógico, talvez esse orientador seja a pessoa que mais chegou próximo de desvendar Theodore.
Violet Markey, é o oposto de Theodor, querida, amigável, escritora de uma revista virtual muito popular, líder de torcida e namorava com o cara mais legal e desejado da escola, mas isso tudo era antes de um trágico acidente de carro tirar a vida de sua irmã e melhor amiga. Alguns meses depois do acidente, Violet ainda está de luto e mantem os traumas do ocorrido, não escreve mais, largou a equipe de torcida e o namorado, se afastou dos amigos, não dirige e nem ao menos entra em carros. Seus pais são calmos e depois do acidente tornaram-se superprotetores e até sufocam a garota.

“Será que hoje é um bom dia para morrer?”

Tudo que ela quer é não chamar atenção, sua tristeza e culpa pela morta da irmã são grandes demais e um dia ela decide subir na torre da escola e acabar com sua vida. O plano parece perfeito, até ver que há outro suicida no topo da torre, Theodore Finch. Finch, na verdade está apenas pensando na possibilidade de pular, mas depois de pensar muito, ele descarta a ideia, quando ele vê Violet, ele a ajuda a sair da torre, mas não conseguem sem chamar a atenção de toda a escola. Para Violet não ser julgada pelos alunos e já acostumado a ser rotulado de tudo, Theodore finge que está acontecendo o contrário, que Violet está o salvando.
Depois de muita insistência de Theodore, já que ele fica preocupado que Violet possa vir a tentar se matar mais uma vez, os dois tornam-se amigos e começam a fazer um projeto de escola juntos, onde o objetivo é explorar o estado de Indiana, e eles saem para viver grandes aventuras. Com o tempo eles ficam cada vez mais próximos e um tenta ajudar o outro a superar seus problemas.
De forma tocante, divertida e por muitas vezes triste, a autora nos leva por um caminho que nos faz parar e fletir sobre a importância da vida, sobre o que podemos fazer para ajudar alguém, sobre bullying, e tantas outra coisas importantes mas que passam despercebidas. Com um jeito sutil vamos nos envolvendo com os personagens em seus melhores e piores momentos.

"Amo: o jeito que os olhos dela brilham quando conversamos ou quando ela me conta alguma coisa, o jeito que ela fala as palavras pra si mesma quando lê concentrada, o jeito que olha pra mim como se só eu existisse, como se visse através da carne e dos ossos e de tudo que não importa e enxergasse só o eu que está ali, aquele que nem eu mesmo vejo."

Suicídio, depressão e outros transtornos psicológicos são temas difíceis e algumas vezes até tratados como tabu, principalmente quando se trata de adolescentes. Pais, familiares e amigos, muitas vezes não enxergam o que está acontecendo, ou simplesmente não querem enxergar, até que o pior acontece. Gostei muito da autora ter trabalhado isso de forma tão aberta, e falando com um público bem especial. Principalmente por ela ter vivido algo parecido e se baseado nas próprias experiências para escrever esse livro.
Deixo aqui, para vocês pensarem um pouco, o final da nota da autora.

"Se você acha que algo está errado, fale.
Você não está sozinho.
Não é sua culpa.
Existe ajuda para você."

Sei que estou me estendendo muito, e acho que essa é a resenha mais longa que escrevi, mas achei esse livro muito importante, e recomendo essa leitura para pais, filhos, irmãos e amigos. Nunca sabemos quando poderemos nos deparar com a depressão, e nem a quem ela vai atingir, tenho pessoas próximas que sofrem de transtornos psicológicos e já ouvi casos absurdos de coisas que essas pessoas podem fazer simplesmente por não serem diagnosticadas e tratadas, e sei que elas não precisam ser julgadas ou criticadas, elas apenas precisam de ajuda, que as vezes não pedem por medo da reação das outras pessoas. Qual o tratamento certo? Não sei, acho que cada medico sabe o que é melhor para seu paciente, na duvida, procure uma segunda e até uma terceira opinião. Mas acho que o inicio de um bom tratamento é a compreensão e ajuda das pessoas mais próximas, assim como a aceitação da própria pessoa.


 Beijos,
Juh

16 Gostou? Comente!:

  1. Oi, Juh!
    Eu quero ler esse livro justamente por esses temas tabus que ele aborda.
    Hoje em dia, adolescentes com depressão, muita vezes, são tratados como uma "fase"
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Gostei da sua resenha, porque comecei a ler esse livro e parei porque o começo achei muito chato e confuso.
    Mas o tema que a autora aborda é muito interessante, vou tentar voltar a ler ele novamente.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm não gostei muito do começo, na primeiras paginas fiquei me perguntando se deveria continuar a leitura... mas então, a história deslanchou, e tbm acho que limpei minha cabeça sobre as expectativas da leitura.
      Espero que termine e goste da leitura! Beijos

      Excluir
  3. Já vi algumas resenhas sobre esse livro e o coloquei na minha lista de leitura. Eu tenho depressão há 10 anos, ela vai e volta, tem meses que fico muito bem e, mesmo com o tratamento, às vezes, pioro muito, então sei o quanto essa doença é complicada e o mais difícil é que a maioria das pessoas pensa que é frescura e que a pessoa não tem motivos para se sentir assim. Gostei muito da sua resenha!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bee, não sabia que você tem depressão, tenho pessoas próximas que sofrem da doença e sei como é complicado os momentos de recaída. Espero que esteja bem e que não passe mais por esses momentos... ❤

      Excluir
  4. Oii
    Gostei da resenha, realmente esse é um tema sério e merece uma atenção, eu tenho vontade de ler esse livro já que sempre falam bem e o enredo é algo que me chamou a atenção, quero ver como os personagens vão lidar com a situação.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Juh,
    Estou doida para ler esse livro, mas já estou enrolando há um tempinho. Sempre pego um ou outro para ler. O tema é bem interessante, vou parar de enrolar e ler em breve.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter


    ResponderExcluir
  6. Ótima resenha, o livro me parece bem intrigante.

    Da uma passada no meu blog, tá rolando dois ótimos sorteios lá. ;)
    http://www.vestigiodelivros.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Juh;
    Tenho um sério problema com expectativas literária, sempre me decepciono.
    os temas tratados pela autora me chamam a atenção, então acredito que leria sem problemas o livro.
    Adorei a resenha, nos deixa com vontade de saber o desfecho da estória.

    Seguindo aqui...Beijos.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom? Já vi várias resenhas desse livro e confesso que ele não chama muito atenção, mas não descartei a leitura ainda, só acho que não leria por agora ^^ Adorei a resenha *_*

    Beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ainda pretendo ter tempo para poder voltar a ler esse livro, e quem sabe eu não aprendo a gostar mais né? hehe
    Que minhas férias voltem logo. haha
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  10. Olá! Muito boa sua resenha, realmente esse livro parece bom, principalmente por trazer temas tão polêmicos né! Infelizmente não curto muito esse gênero, mas acho que vale a pena a leitura, adorei!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, que bom que gostou da resenha! *.*
      Realmente que não curte muito o gênero pode não gostar desse livro, já que ele tem um desenvolvimento raso, apesar da excelente narrativa. E como eu já disse, recomendo o livro pelo tema, pois é algo que temos que aprender a lidar.

      Beijos

      Excluir
  11. Nossa! num vejo a hora de ler esse livro!
    Já faz um tempo que tá na minha lista e sua resenha me deixou mais curiosa!
    =D

    abraços!
    Mi
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!!
    Esse livro parece ser maravilhoso, com certeza uma leitura que eu quero fazer.
    Beijos
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Poxa, aparentemente todos que leram tiveram uma boa conexão com o livro, mas comigo foi apenas ok. E eu tinha grandes expectativas nele também. Acho que tem a ver com o gênero, fazia tempo que não leia um YA.

    Conhece o nosso blog? Estamos sempre retribuindo visitas e comentários de nossos amigos blogueiros :D
    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!!
Não esqueça de curtir a página do blog no face...
https://www.facebook.com/umminutoumlivroblog

 

© Template elaborado por Cantinho do Blog. Clique aqui e Encomende o seu! - 2015. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré