Resenha - Enquanto eu te esquecia


Livro: Enquanto eu te esquecia.

Autora: Jennie Shortridge
Editora: Única
Páginas: 384
Ano: 2014
Tradutor: Elisa Nazarian
ISBN: 9788567028125



O livro é bem legal, só que achei seu desenvolvimento muito simples. O tema tinha tudo para ser grandioso, e acho que a autora poderia ter aproveitado mais. A leitura corre muito bem, terminei o livro rapidamente, mas fiquei com aquela sensação de que faltou algo. E faltou mesmo, achei o final um pouco decepcionante, sei lá, acho que fiquei na expectativa de mais romance e mais drama.

“Ela era transparente, um fantasma. Sem identidade. Sem passado. Sem vida.”

A narrativa é em terceira pessoa, e conta sobre Lucie, começando com o dia que ela foi encontrada na Baía de São Francisco sem fazer a mínima ideia de quem era ou como fora parar dentro d’água. Sem ter informação nenhuma sobre ela, encontram como solução enviá-la a uma clínica psiquiátrica, onde ela é diagnosticada com um tipo raro de amnésia que a impede de se lembrar de seu passado. Lucie consegue se lembrar de coisas rotineiras, como mexer em um computador, mas não consegue lembrar nem de seu nome. Com a ajuda da imprensa, o hospital divulga fotos de Lucie para ver se alguém a reconhece, e um homem chamado Grady vê a foto depois de uns dias e a identifica. Grady é noivo de Lucie, e após comprovar os fatos, consegue leva-la de volta para casa, em Seattle.

"Lucie não parecia tão desorientada quanto Grady se sentia falando sobre ela como se fosse outra pessoa. Era natural que quisesse saber tudo que tinha acontecido no dia de seu desaparecimento.”

Voltando para casa, Lucie começa a descobrir sua vida, e descobre coisas nada agradáveis, ela não tem amigos, os vizinhos não gostam dela, não sabe cozinhar, sua vida é dedicada apenas ao trabalho e a gastar dinheiro com coisas inúteis e sua estética. Mas ela quer mais, e vai atrás do seu passado, descobrindo os motivos de suas atitudes e até de sua fulga.

Cada capitulo narra sobre a perspectiva de um personagem diferente, temos Lucie, Grandy e Helen, tia de Lucie, falando sobre suas vidas e, claro, sobre Lucie.

“Os lábios de Lucie tinham o mesmo sabor da primeira vez que ele a beijara, como o pôr do sol em um dia quente, ou uma chuva repentina. Como maçãs colhidas na árvore.”

Grandy é personagem doce e inseguro. No início ele me irritou muito, pois dava para notar que ele tinha medo da “nova” Lucie e precisava que a antiga voltasse, isso faz com que ele tome atitudes que acabam magoando ela. Mas também tive pena dele, não deveria estar sendo fácil ter a mulher que ama e futura esposa ao seu lado, quando ela mais parece uma estranha, seus esforços para agradá-la são louváveis, principalmente depois de conhecer mais sobre o personagem.

“Ela abriu a boca para responder, mas não sabia o que dizer. Ele chegou mais perto devagarinho, com cuidado, como se fosse alguém se aproximando de um cachorro ferido ou de uma pessoa louca.”

O desfecho é bom e a leitura é gostosa, é muito interessante descobrir o passado da personagem juntamente com ela e com seu noivo, já que ela nunca havia se aberto com ele. Como falei, acho que o livro ficou com alguns fios soltos, mas a leitura vale apena.



Beijos,
Juh

13 Gostou? Comente!:

  1. Oi, Juh, tudo bom?

    A capa é muito bonita. Eu não gosto muito de livros narrados em terceira pessoa, mas não é um grande problema para mim e, apesar das suas ressalvas, ainda quero ler. Gostei de saber que ela não era uma pessoa lá muito querida...
    hahahahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  2. Oi Juh!
    Na época do lançamento eu estava doida para ler este livro, mas depois acabei esquecendo. Agradeço a resenha que foi como um lembrete hahaha
    Parece ser um livro bem instigante, gostei de conferir sua opinião!
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    O livro parece ser interessante, fiquei um tanto curiosa pra fazer essa leitura.
    Beijos!
    Masen's tale ❤

    ResponderExcluir
  4. Oi, Juh!
    O tema é muito interessante, pena que não foi tão bem aproveitado.
    Gostei muito da resenha, e apesar dos seus alertas, eu ainda quero ler o livro.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro muito bom,
    eu gostei da premissa e sua resenha me conquistou
    achei que a nota seria maior
    espero ler em breve

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café
    participe do concurso que está rolando lá no blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dei uma nota melhor por conta das minhas ressalvas, é um livro bom, mas poderia ser bem melhor se a autora tivesse explorado mais...

      Excluir
  6. Oi Juh, é uma pena quando terminamos a leitura com essa sensação de que faltou algo neh?, ainda não conhecia o livro, tem uma premissa interessante. ^^Anotar aqui na lista de desejados. Espero gostar!

    beijos, e uma excelente semana!

    http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terminar um livro e ficar com pontos de interrogação é péssimo. Mas esse é um bom livro, se você não for com "muita sede ao pote".

      Excluir
  7. Olá
    Bom saber que a leitura vale a pena, tenho vontade de ler esse livro
    achei interessante a situação da personagem de não lembras das coisas direito, mais lembra com usar o pc
    Ainda não li nada da autora, mais parece ser um livro agradável.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Juh,
    Tenho vontade de ler esse livro, desde que lançou.
    Essa capa me intriga haha
    Adorei saber sua opinião.

    bjs e tenha uma ótima terça.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  9. Oi, Juh! Tudo bem? Eu nunca vi esse livro ahaa, e não tenho interesse em lê-lo. Mas deixa eu ver se entendi bem... O livro é narrado em terceira pessoa, certo? E cada capítulo é a perspectiva de cada personagem? Tipo em The 100 (se você tiver lido, claro)?
    Beijos!
    http://apenasumaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, nunca li "The 100", mas a narrativa é dessa forma que você falou, narrado em terceira pessoa, e com a perspectiva de três personagens diferentes.
      Beijos

      Excluir
  10. Oláá, tudo bem??
    Então, to mega curiosa e ansiosa para ler este livro, apesar do seu alerta eu ainda quero muito ler ele. Sl me encantei pela premissa, não consigo desapegar da ideia rsrsrs
    Amei a sua sinceridade na resenha!
    Bjoos

    Jovem Literário

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!!
Não esqueça de curtir a página do blog no face...
https://www.facebook.com/umminutoumlivroblog

 

© Template elaborado por Cantinho do Blog. Clique aqui e Encomende o seu! - 2015. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré