Resenha - Beleza Perdida

Olá pessoal, como estão? Amei os comentários de boas vindas! Muito Obrigada ♥
Para começar com o pé direito nada como resenhar esse livro baseado na história mais linda de todos os tempos cofcof  A bela e a Fera \o/
                                           

Confesso que eu não tive nenhuma expectativa ao pegar esse livro. Na verdade, pensei que seria mais um livro, cuja a história não é a mais original de todas e pela capa, pensei que dariam um toque "hot" na história, pois agora está em tuuudo. Li muitas resenhas sobre Beleza Perdida e de repente estava na boca do povo, desse modo eu deixei para ler em outro momento. Vocês vão ver que eu sou muiiiito chata com isso a não ser que sejam livros da Carina Rissi ou Romances Históricos kkk eu não sou de seguir o "fluxo", de ler algo só porque todos estão falando. Acho que isso cria muita expectativa e, além de a leitura não fluir, ela acaba ficando maçante.
Então, numa bela tarde de puro tédio, eu olhei para esse livro e pensei "por que não?"
Eis que acabei a leitura umas 5 horas depois!

O livro conta a história de Ambrose Young: ele é o cara tudo-de-bom  e todos esses clichês que um personagem super-popular-gostosão-atleta da escola tem.
Ressentido em perder os amigos, no dia em que se formam, Ambrose pergunta quem gostaria de se alistar com ele no exército. Desse modo, os quatro amigos acabam indo na "onda" dele e vão parar no Iraque.
Infelizmente, algo acontece e o único sobrevivente se resulta em Ambrose Young.
Ele então volta para sua cidade, sem seus amigos, sem sua beleza, sem nada.
Todavia, Fern consegue enxergar a alma da Fera e tenta de tudo para que ele se perdoe.

Fern Taylor é uma leitora e escritora assídua de romances e todos os clichês que um personagem com complexo de feiura tem. Ela vê  Ambrose como uma pessoa totalmente fora de alcance para alguém como ela. A mocinha que nutre algo forte pelo rapaz, acaba sendo motivo de chacota na escola e decide guardar seus sentimentos por ele a sete chaves.
Fern passa seus dias rotineiros ao lado de seu primo Bailey que é portador de uma doença degenerativa e se movimenta com uma cedeira de rodas.

— Você se lembra do seu último passo? — perguntou Fern baixinho, não experiente o bastante, aos onze anos, para evitar perguntas diretas que pudessem ser dolorosas de responder.
 — Não, não lembro. Eu escreveria no meu diário se lembrasse, mas não sei. 
— Aposto que a sua mãe queria poder colocar isso no seu livro do bebê. Ela escreveu o seu primeiro passo, não escreveu? Ela deve ter vontade de escrever o último também. 
— Talvez ela tenha pensado que eu daria mais passos. — Bailey engoliu em seco, e Fern percebeu que ele estava tentando não chorar. — Eu pensei que daria mais passos, mas acho que gastei todos eles. 
— Eu te daria um pouco dos meus se pudesse — Fern ofereceu, seu queixo também começando a tremer.
 — Talvez eu não possa mais dar passos, mas posso rodar com a cadeira. — Bailey limpou o nariz e deu de ombros, abandonando a autopiedade, então seu otimismo subiu à superfície da maneira que sempre subia. 
 — Você não pode andar, mas pode deitar e rolar. 
 — Definitivamente, posso deitar e rolar. — Bailey riu

Fern e Bailey querem que Ambrose perceba que sua vida não acabou no Iraque, que sua vida não acabou quando a beleza se perdeu.

Será que eles vão conseguir?

Esse livro é narrado de forma leve e densa, ele mostra como a vida realmente é.
Que não é um conto de fadas lindo da Disney =(
Eu simplesmente amo livros onde os personagens se constroem: como aprendem com seus erros, como reconhecem e dão a volta por cima.
Mas, sinceramente? Esse é o primeiro livro que leio e que me apaixono por um personagem secundário: o Bailey.
Na minha leitura, á todo momento, era o Bailey quem roubava a cena! Um personagem com todas as dificuldades possíveis, com sonhos grandiosos e que mesmo em meio as tempestades, era forte.

Bailey é maravilhoso com seu jeito irônico e fofo e as sacudidas que ele dá nos personagens principais não merecem palmas, mas o Tocantins inteiro \o/ kkk parei

Super recomendo esse livro, mesmo com todos os clichês a narrativa é apaixonante e se você, caro leitor, não ter nenhuma expectativa, você será surpreendido, como eu fui, pois as reflexões que a autora faz são lições valiosas e dão um brilho á trama.
Se você já leu esse livro e se apaixonou pelo Bailey bate aqui o/
Se você ainda não leu, mas se identifica com esse tipo de narrativa, corra para ler, pois a história é linda \o/

"Se Deus faz todos os rostos, Ele riu quando me fez?  
Ele faz  pernas que não podem andar e olhos que não podem ver? 
Ondula os cabelos na minha cabeça numa rebelde insensatez? 
Fecha os ouvidos do surdo para que ele precise depender?

 Minha aparência é coincidência ou ironia do destino? 
Se Ele me fez assim, posso culpá-lo pelo que odeio? 
Pelos defeitos que parecem piorar a cada vez que olho no espelho, 
Pela feiura que vejo em mim, pelo ódio e pelo medo. 
Ele nos esculpe para o Seu prazer, por uma razão que não posso ver? 

Se Deus faz todos os rostos, Ele riu quando me fez? " 

.
Beijos da Bruh  ♥

8 Gostou? Comente!:

  1. Oi, Juh! Tudo bem? Eu gosto da premissa desse livro, então é provável que eu o leia em breve. Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acredita que esse livro está na minha listinha? Pois, é, quero mesmo ler esse e vou tentar em breve ^^

    >> www.mhyllaoficial.tk

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não curto esse tipo de livro new adult, acho as tramas sempre muito previsíveis e aquela coisa toda, rsrs.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Já tinha lido uma resenha sobre esse livro em outro blog e fiquei muito interessada. A Bela e a Fera é minha história preferida também, então acho que vou acabar gostando de um livro baseado nela ^^
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna, tudo bem?
    Eu tinha uma visão bem diferente do livro, mas curti saber que ele tem essa carga emocional (do protagonista se sentir culpado por ter levado os amigos pra guerra e tudo mais). E eu adoro A Bela e a Fera, então me interessei. =D
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Juh!
    Aaaah, tenho tanta vontade de ler esse livro!
    Tô esperando ele ficar mais barato pra poder comprar, acho que vou gostar muito! *-*
    Tbm n gosto de seguir essas modinhas, por exemplo, acabei de ler Extraordinário, haha (que na verdade é um livro realmente muito bom).
    Gosto qnd os personagens secundários cativam tbm!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Você acredita que eu adooro livros clichês? Haha, é meio estranho, mas me divirto muito com esse tipo de leitura. Nunca li esse livro nem escutei muito a respeito, mas imagino que seja uma história maravilhosa!
    Beijos <3
    http://vorazesleitoras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Desde o mochilão da Record que quero ler esse livro. kkk Vivendo e superando a impossibilidade de ler todos os livros do mundo! kkk

    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!!
Não esqueça de curtir a página do blog no face...
https://www.facebook.com/umminutoumlivroblog

 

© Template elaborado por Cantinho do Blog. Clique aqui e Encomende o seu! - 2015. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré